Pesquisa identifica perfil, comportamento e vulnerabilidade de usuários de crack

Estudo entrevistou usuários de crack do Recife, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes e Caruaru, no Agreste de Pernambuco

Estudo teve o objetivo de conhecer a cultura do uso de crack e as características de maior vulnerabilidade dessa população Foto: André Nery/JC Imagem

Estudo teve o objetivo de conhecer a cultura do uso de crack e as características de maior vulnerabilidade dessa população
Foto: André Nery/JC Imagem

Homens jovens, em situação de rua e com baixa escolaridade. Este foi o perfil dos usuários de crack encontrado no levantamento realizado pela Fiocruz Pernambuco. A pesquisa entrevistou 1.062 dependentes da droga que buscaram proteção social nas cidades do Recife, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes e Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O estudo teve o objetivo de conhecer a cultura do uso de crack e as características de maior vulnerabilidade dessa população.

Os dados coletados mostram ainda que o tempo médio de uso de crack foi de nove anos, tendo 44% dos entrevistas iniciado o uso da droga antes dos 18 anos de idade. A maioria tem ainda o vínculo familiar rompido e 41% não trabalha atualmente.

A pesquisa revelou também que mais da metade (54%) dos entrevistados já usou crack transformado em pó, conhecido como “virado”, e relataram efeito menos intenso e mais prolongado. Além disso, o conhecimento sobre o HIV é menor que o da população geral e os casos de infecção pelo vírus e pela sífilis são maiores entre as mulheres.

Os resultados do estudo serão apresentados no seminário da pesquisa Vulnerabilidade de usuários de crack ao HIV e outras doenças transmissíveis: estudo sociocomportamental e de prevalência no estado de Pernambuco, na próxima quinta-feira (14). O evento acontecerá às 9h no auditório da Fiocruz PE, na Avenida Professor Moraes Rego, Cidade Universitária.

Categorias: Local

Sobre o Autor

Jornal de Caruaru

O Jornal de Caruaru constantemente pratica a reprodução de conteúdo com menção da fonte. Algumas imagens e matérias postadas são de fontes diversas (internet). Caso você seja o detentor dos direitos de algum vídeo, imagem, texto ou qualquer outro conteúdo publicado e seja contrário a exibição em nosso site, favor entrar em contato conosco através do e-mail: jornaldecaruaru@gmail.com para que possamos retirar ou incluir os devidos créditos.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz