Valor da cesta básica em Caruaru tem quinta queda consecutiva

De acordo com a pesquisa, fazer compras dos itens da cesta básica nos supermercados é a opção mais barata para o consumidor caruaruense.

cesta-basica-em-caruaru

Os alunos dos cursos de Ciências Contábeis e Gestão Financeira do Centro Universitário Vale do Ipojuca (DeVry|Unifavip), seguindo a metodologia do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), fizeram o levantamento do custo da cesta básica caruaruense, referente ao mês de dezembro de 2016. Segundo a pesquisa, R$ 250,89 é o valor da cesta básica na cidade, o que registra uma queda de 1,69% em relação ao mês anterior, que era de R$255,13. Com isso, a cesta básica caruaruense fechou 2016 registrando a quinta queda consecutiva nos preços.

Considerando o gasto médio mensal dos componentes básicos da cesta, os itens que apresentaram maiores pesos foram a carne (22,52%), o pão (17,39%), o feijão (11,77%) e o leite (10,80%). Para comprar a quantidade necessária de carne para todo o mês, o caruaruense precisou desembolsar em média R$ 56,50. Para os outros itens, o valor gasto foi, em média, de R$43,62 para o pão, R$29,54 para o feijão e R$27,09 para o leite.

Em dezembro, o preço dos gêneros alimentícios essenciais diminuiu em 25 das 27 capitais – onde o DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – realizou a Pesquisa Nacional da Cesta Básica. As demais apresentaram elevação. As maiores reduções foram verificadas em Aracaju (-5,11% – R$ 349,68), Campo Grande (-4,61% – R$ 408,06), São Luís (-4,13% – R$ 356,07). Já as elevações, ocorreram apenas em Manaus (0,22% – 395,08) e Rio Branco (0,97% – 384,44).

De acordo com a pesquisa, fazer compras dos itens da cesta básica nos supermercados é a opção mais barata para o consumidor caruaruense, que gastaria a menos, em média, R$0,90 comparando com os preços dos mercadinhos. Porém, comparando outros itens, os preços do tomate, da carne, da farinha e da banana entre os supermercados e as feiras, o supermercado não vale a pena. Se o consumidor caruaruense comprasse os quatro itens nas feiras economizaria, em média, R$ 0,96.

Vale salientar que a cesta mais cara do país entre as capitais continua sendo a de Porto Alegre (R$ 459,02) e a cesta mais barata, mais uma vez, foi a de Recife (R$ 347,96). Aracaju passou a ocupar a segunda posição, entre as cestas mais baratas do Brasil (R$ 349,68). A cesta básica caruaruense continuou apresentando um valor menor que a de Recife. A diferença foi um pouco menor se comparada às variações anteriores, passando de R$97,95 para R$97,07.

Salário mínimo – A pesquisa também levantou os custos e as horas trabalhadas para a obtenção da cesta básica em Caruaru no mês de dezembro, além do salário mínimo necessário para a compra, levando em consideração uma família composta por três pessoas adultas (um casal e um filho) ou quatro pessoas (duas pessoas adultas – um casal – e duas crianças).

De acordo com os dados levantados, uma família caruaruense deveria então receber um salário mínimo, em dezembro, de R$ 2.107,73 para a aquisição dos gêneros alimentícios básicos e outros itens essenciais como moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte etc, garantindo, assim, a sobrevivência digna de um grupo familiar. Este valor representa aproximadamente 2,39 vezes mais que o salário mínimo de R$ 880 atualmente em vigor.

Ao considerar que a jornada oficial de trabalho é de 220 horas mensais, o trabalhador de Caruaru em dezembro utilizou 28,38% de todo o seu tempo de trabalho só com as despesas de alimentação. Para pagar o valor apresentado pela cesta básica em dezembro, o assalariado caruaruense precisou trabalhar 62 horas e 43 minutos.

Categorias: Local

Sobre o Autor

Herbert Soares

Sou um amante do jornalismo. Muito embora não tenha tido oportunidade para me tornar um jornalista, de fato. Diante da felicidade do convite do Jornal de Caruaru, passo a colaborar com Clipping de notícias diversas. Algumas imagens e matérias postadas são de fontes diversas (internet). Caso você seja o detentor dos direitos de algum vídeo, imagem, texto ou qualquer outro conteúdo publicado e seja contrário a exibição em nosso site, favor entrar em contato conosco através do e-mail: jornaldecaruaru@gmail.com para que possamos retirar ou incluir os devidos créditos.

Deixe um comentário

Você está autenticado como Herbert Soares | Sair

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
Herbert Soares
wpDiscuz