Divisão, impeachment e Série D: entenda (ou não) a crise no Central

Lícius Cavalcanti se mostrou surpreso com a decisão do Conselho Deliberativo e afirmou que as pessoas estão esquecendo do Central e levando para o lado pessoal.

Não tenho nada a esconder. Tudo que nós fazemos no Central, fazemos com transparência.

Na foto: Lícius Cavalcanti se mostrou surpreso com a decisão do Conselho Deliberativo (Foto: Vital Florêncio / GloboEsporte.com)

O processo de impeachment do presidente do Central, Lícius Cavalcanti, foi aberto oficialmente na noite desta segunda-feira pelo Conselho Deliberativo. Mas, membros do mesmo Conselho haviam selado a união em um encontro realizado na última sexta. Agora, o cartola tem 10 dias para apresentar uma defesa ou ser afastado definitivamente do cargo. Há menos de um mês para o início da Série D, a Patativa segue sem time, sem estádio, e possivelmente, sem presidente.

– Estou sem entender os acontecimentos. Nós tivemos uma reunião ampla com 11 conselheiros e um sócio. Devo provar meus direitos. Mas, não quero atrapalhar o Central próximo a uma Série D do Brasileiro. Decidiram abrir o processo. Mas, de forma equivocada. Isso vai ficar provado. Não tenho nada a esconder. Tudo que nós fazemos no Central, fazemos com transparência. Não neguei a ninguém o nosso problema financeiro. Não sou candidato a reeleição. Algumas pessoas estão levando para problemas pessoais e esquecendo do Central, que é maior. Estou muito triste não com a situação, mas com a Patativa. Talvez isso possa atrapalhar a Série D.

O presidente Lícius também afirmou que o colegiado está de pé, além da apresentação do técnico Álvaro Gaia.

– Conversei com quem formou o colegiado. Eles disseram que está tudo tranquilo. Não entendo essa postura do Antônio Amâncio, o Bodeiro, nos últimos dias. A apresentação está de pé. Vamos apresentar a comissão técnica e depois ouvir o restante do Conselho Deliberativo. O presidente tomou uma decisão isolada.

Por outro lado, o sócio Roberto Mota, responsável por unir o colegiado na última sexta, se mostrou desanimado com a situação.

– Acredito que não tem como o presidente dar continuidade. Coordenei a reunião do colegiado, mas com a decisão do Deliberativo, não vejo mais sentido para o colegiado existir. O acordo foi descumprido. Infelizmente o que resta agora é rezar pelo Central. Foi uma inconsequência de membros do conselho.

Em meio a tudo, o Conselho Deliberativo já está se organizando para montar outras comissões para cuidar do gramado e do futebol para a Série D do Campeonato Brasileiro.

fan
botaocurtaface

——————————————————————————————————————————————————————————
REFERÊNCIAS:
As informações são Jornal Floripa
Fonte: http://www.jornalfloripa.com.br/mundo/noticia.php?id=34492494

Categorias: Cidades

Sobre o Autor

Herbert Soares

Sou um amante do jornalismo. Muito embora não tenha tido oportunidade para me tornar um jornalista, de fato. Diante da felicidade do convite do Jornal de Caruaru, passo a colaborar com Clipping de notícias diversas. Algumas imagens e matérias postadas são de fontes diversas (internet). Caso você seja o detentor dos direitos de algum vídeo, imagem, texto ou qualquer outro conteúdo publicado e seja contrário a exibição em nosso site, favor entrar em contato conosco através do e-mail: jornaldecaruaru@gmail.com para que possamos retirar ou incluir os devidos créditos.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios*