É oficial: NASA descobre ingredientes da vida em lua de Saturno

Encélado possui fontes hidrotermais que podem fornecer energia para possíveis organismos vivendo no oceano abaixo da superfície da lua

SIMULAÇÃO DA SONDA CASSINI MERGULHANDO PELA PLUMA DE ÁGUA EJETADA DO OCEANO DE ENCÉLADO (FOTO: NASA/JPL-CALTECH)

SIMULAÇÃO DA SONDA CASSINI MERGULHANDO PELA PLUMA DE ÁGUA EJETADA DO OCEANO DE ENCÉLADO (FOTO: NASA/JPL-CALTECH)

Em entrevista coletiva, cientistas da NASA acabam de anunciar uma descoberta de grande impacto na busca por vida extraterrestre: uma das luas de Saturno possui fontes hidrotermais no leito do oceano global abaixo de sua crosta congelada.

A evidência foi encontrada pela sonda Cassini durante seu último e mais profundo voo rasante na pluma de vapor de água ejetada na região do polo sul de Encélado, realizado em outubro de 2015. O material provém diretamente do oceano. Em artigo publicado simultaneamente ao anúncio da NASA, a equipe de pesquisadores detalha a descoberta de hidrogênio na pluma.

Esse hidrogênio é criado em fontes hidrotermais no leito oceânico de Encélado: na Terra, esses vulcões submarinos fornecem energia química a uma miríade de seres vivos que vivem nas profundezas, sem a necessidade de luz solar. Se realmente existirem nas águas daquela lua distante, micróbios poderiam obter energia combinando o hidrogênio com dióxido de carbono dissolvido na água.

Observações passadas ajudaram a determinar que a pluma é composta 98% por vapor d’água, cerca de 1% por hidrogênio e o restante é uma mistura de moléculas como dióxido de carbono, metano e amônia. A descoberta confirma que a lua de Saturno possui os três ingredientes fundamentais para a existência de vida como a conhecemos.

Esses fatores se resumem a uma fonte de energia, um solvente (água) e química complexa (carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, fósforo e enxofre). Os últimos dois elementos ainda não foram confirmados, mas estudos de meteoritos sugerem que o núcleo da lua também contenha ambos.

No mesmo anúncio, a agência espacial americana afimrou que dados do telescópio Hubble apontam para uma atividade parecida em Europa, lua de Júpiter. A sonda Cassini não possui instrumentos para detectar possíveis formas de vida em Encélado, mas os achados terão impacto direto na missão Europa Clipper, que será lançada pela NASA para estudar a lua joviana no início da década de 2020.

As descobertas reforçam ainda mais a importância do estudo dos chamados mundos oceânicos, cuja exploração se torna, cada vez mais, uma das maiores prioridades da NASA para os próximos anos. “Eles acabaram de ser descobertos e estão bem aqui, em nosso Sistema Solar”, disse durante a coletiva o diretor da Divisão de Ciência Planetária da agência, Jim Green. “Precisamo sondá-los, porque estão entre os melhores lugares que hoje acreditamos poderem abrigar vida.”

fan
botaocurtaface

——————————————————————————————————————————————————————————
REFERÊNCIAS:
Revista Galileu
Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Espaco/noticia/2017/04/nasa-descobre-ingredientes-da-vida-em-lua-de-saturno.html

Categorias: Cidades

Sobre o Autor

Esther Vivacqua

Estudante. colaboro com Clipping de notícias de culinária, dos famosos e do Caderno Cultural no Jornal de Caruaru. Algumas imagens e matérias são de fontes diversas (internet). Caso você seja o detentor dos direitos de algum vídeo, imagem, texto ou qualquer outro conteúdo publicado e seja contrário a exibição em nosso site, favor entrar em contato conosco através do e-mail: jornaldecaruaru@gmail.com para que possamos retirar ou incluir os devidos créditos.

Deixe um comentário

Você está autenticado como Esther Vivacqua | Sair

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
Esther Vivacqua
wpDiscuz