Tapioca combinada com proteína pode auxiliar no ganho de massa muscular em fisiculturistas

A inclusão da tapioca no plano alimentar é diferente de acordo com o propósito da pessoa.

Foto ilustração - da internet

Foto ilustração – da internet

A tapioca já é reconhecida nacionalmente pelos seus benefícios para alimentação saudável e emagrecimento. Em 2016, estima-se que as empresas desse mercado tenham faturado R$ 240 milhões com a venda do derivado da mandioca. O fato dela também ajudar no ganho de massa magra ao ser combinada com alimentos ricos em proteínas está chamando atenção de profissionais do fisiculturismo e bodybuilding. Com a boa qualidade do produto disponível nas prateleiras e a orientação de médicos e nutricionistas, atletas premiados como a campeã do Arnold Classic Brasil 2016 Isa Pecini já utilizam dessa fonte de carboidrato na sua dieta regular.

Um fisiculturista profissional necessita de muita energia e ganho de massa muscular, portanto busca adicionar itens com essas propriedades em suas refeições. Se ele conseguir aliar esses elementos a uma alimentação saudável e prática, seu controle nutricional pode ser facilitado e otimizado. E é nesse quesito que a tapioca se destaca. “O principal benefício dela é ser uma fonte rápida de energia para o organismo. Não tem adição de sódio e nem glúten, sendo um carboidrato de rápida absorção com poucas calorias. Ela pode substituir os hipercalóricos com excesso de sódio, como pães brancos, macarrões e sopas instantâneas” explica a nutricionista Priscila Horas, responsável pelo controle de qualidade da marca Akio.

A inclusão da tapioca no plano alimentar é diferente de acordo com o propósito da pessoa. Para o crescimento dos músculos, ela deve ser associada a uma proteína. ”A associação do carboidrato com as proteínas – aliados a exercícios hipertróficos – aumenta o ganho de massa muscular por conta de uma melhor síntese proteica”, esclarece a endocrinologista Maria Cecília Fittipaldi. A médica complementa que “o fato da tapioca não ter um índice glicêmico baixo reforça a necessidade de associação com outro alimento como a aveia, levando a uma redução do índice glicêmico. Isso evita um pico de insulina”.

Outro aspecto importante a ser considerado ao incluir a tapioca na rotina alimentar é a qualidade do produto a ser adquirido. Quando o fabricante utiliza matéria-prima de baixa qualidade os diversos benefícios do produto podem ser colocados em cheque. Para José Barreto, diretor da Akio – empresa brasileira que produz seis mil toneladas anuais – o fabricante deve trabalhar para que o produto chegue à casa do cliente como se tivesse sido feita na hora. “Somos reconhecidos pelos nossos clientes pela qualidade. Não reutilizamos matéria-prima descartada e mantemos a produção sobre a vigília da nossa nutricionista. Por essas razões estamos presentes em supermercados de padrão elevado”.

É sempre importante destacar: Cada pessoa deve ter um plano alimentar individualizado e por isso deve ser acompanhado por um médico e um nutricionista, principalmente pessoas com comorbidades associadas como diabetes e hipertensão.

Foto ilustração - da internet

Foto ilustração – da internet

Rotina Atletas

Pensando em energia pré-treino e ganho de massa muscular, o atleta poderá fazer a mistura preferida em várias refeições utilizando a tapioca. “Se a porcentagem de gordura corporal for baixa, é possível adicionar carboidrato em algumas refeições pré e pós-treino diferente de uma dieta para perda de peso”, comenta a Dra. Maria Cecília Fittipaldi. Um fisiculturista pode chegar a ter 5% de gordura corporal, segundo estudo do Centro de Pesquisa em Exercício e Esporte, CEPEE da Universidade Federal Paraná*.

Isa Pecini, campeã do Arnold Classic Brasil 2016 e com diversas participações em eventos pelo mundo, costuma utilizar a tapioca da Akio na sua dieta regular, no pré e no pós-treino. “Tanto para quem quer ganhar massa muscular ou emagrecer, basta ajustar as quantidades para o objetivo escolhido. Ela oferece energia e é uma fonte ótima de carboidrato. A receita que mais gosto é a mais comum: tapioca com ovo mexido”.

A nutricionista Priscila ressalta ainda a indicação da tapioca para quem acabou de realizar uma atividade física intensa. “A energia perdida no exercício precisa ser reposto com alimentos de rápida absorção”, ensina. Ela recorda ainda que para quem tem restrições alimentares, como intolerância ao glúten, a tapioca também é uma ótima alternativa

Os profissionais da modalidade Diego Rosa, Ivo Toledo, Amanda Lima e Isa Pecini sugerem algumas receitas de como variar o uso da tapioca na sua rotina.

1) Crepioca:

– Bater duas colheres de sopa de tapioca com dois ovos inteiros e levar à frigideira. Pode adicionar orégano ao tempero. Para quem prefere uma textura mais crocante, pode deixar ela na frigideira por mais tempo que o recomendado e depois adicionar algum recheio.

2) Recheios diversos:

É possível fazer a tapioca da maneira tradicional e depois adicionar os seguintes recheios:

– Frango desfiado e requeijão Light;

– Pasta de ricota, duas fatias de peito de Peru, queijo branco, alface e tomate;

– Pasta de amendoim enriquecida com whey protein e banana ou morango.

fan
botaocurtaface

——————————————————————————————————————————————————————————
REFERÊNCIAS:
Do Segs
Fonte: http://www.segs.com.br/demais/58629-tapioca-combinada-com-proteina-pode-auxiliar-no-ganho-de-massa-em-fisiculturistas-e-bodybuilders.html

Categorias: Dicas de Musculação

Sobre o Autor

Dicas de musculação

Dicas de Musculação é uma página do Jornal de Caruaru que visa fornecer um pouco de conhecimento sobre o assunto. Partes de nosso conteúdo nos pertencem, assim também como uma boa parte foi retirada da internet. Caso você seja o detentor dos direitos de algum vídeo, imagem, texto ou qualquer outro conteúdo, e seja contrário a exibição em nosso site, favor entrar em contato conosco através do e-mail: jornaldecaruaru@gmail.com para que possamos retirar ou dar os devidos créditos.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz