Polícia Federal bate à porta da Casa de Aécio Neves

Polícia Federal foi certa para prender a irmã de Aécio, mas não encontrou ela em casa. Com certeza será dada como foragida.

Aécio e a irmã Andreia Neves

Aécio e a irmã Andreia Neves

Na manhã desta quinta-feira, a Polícia Federal deflagrou nova operação com mandados de busca e apreensão e está nas residências do senador Aécio Neves em Brasília, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Presidente nacional do PSDB, Aécio aparece em áudios dos delatores da JBS pedindo propina de R$ 2 milhões para pagar sua defesa na Lava Jato, da qual já é alvo. O dinheiro foi rastreado pela Polícia Federal e não teve advogados como destino, e sim uma empresa da família de Zezé Perrella, também senador e seu aliado.

Ao combinar com Joesley Batista, dono da JBS, os termos do pagamento da propina, Aécio afirmou que era necessário escolher bem os emissários. “Tem que ser um que a gente mata antes de fazer a delação”, disse o tucano, segundo relato do jornal “O Globo”.

A operação da força-tarefa da Lava Jato no Rio começou por volta das 5h no Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Federal, com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF), além dos mandados de busca e apreensão contra Andrea Neves, há mandados de busca a apreensão nos apartamentos do senador e de Altair Alves Pinto, conhecido por ser braço direito do deputado Eduardo Cunha.

Aécio e a irmã Andreia NevesPor volta das 6h15, pelo menos 5 carros descaracterizados da Polícia Federal chegaram à chapelaria do Congresso, em Brasília, que é a principal entrada e a mais utilizada pelos parlamentares. No Congresso, as buscas são feitas nos gabinetes de Aécio, do também senador Zeze Perrella (PMDB-MG) e do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Um procurador da República foi preso e há mandado de prisão contra o advogado Willer Tomaz, que é ligado a Eduardo Cunha. A PF também faz buscas no Tribunal Superior Eleitoral, onde atua o procurador da República preso.

Equipes começaram a deixar a sede da PF, na Zona Portuária do Rio, por volta das 5h30. Os carros com agentes foram par três endereços: em Ipanema, na casa de Aécio; em Copacabana, onde a irmã tem apartamento; e na Tijuca, casa de Altair.

Em Ipanema, um chaveiro foi chamado para auxiliar o trabalho dos agentes, já que ninguém foi encontrado para abrir a porta no apartamento de Aécio. O senador já responde a seis inquéritos no Supremo Tribunal Federal. Por volta das 6h25, os agentes conseguiram entrar no apartamento após acionar um chaveiro para abrir a porta. O funcionário de um hotel que fica ao lado do edifício foi chamado para servir de testemunha.

Para saber mais do mundo da política clique na imagem abaixo:

Banner-política

Categorias: Política

Sobre o Autor

Herbert Soares

Sou um amante do jornalismo. Muito embora não tenha tido oportunidade para me tornar um jornalista, de fato. Diante da felicidade do convite do Jornal de Caruaru, passo a colaborar com Clipping de notícias diversas. Algumas imagens e matérias postadas são de fontes diversas (internet). Caso você seja o detentor dos direitos de algum vídeo, imagem, texto ou qualquer outro conteúdo publicado e seja contrário a exibição em nosso site, favor entrar em contato conosco através do e-mail: jornaldecaruaru@gmail.com para que possamos retirar ou incluir os devidos créditos.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios*