Artigo – Só tá faltando um prego – Por Maciel Melo

“Estava nublado, relampejou, trovejou, choveu em mim fazendo de meus olhos dois barreiros cheios…”

Maciel Melo

Maciel Melo

A casa em seu deserto, entre o silêncio e medo de escrever sobre nada, se fingia de arrumada. Não havia camisas nas cadeiras, nem sandálias ao chão.

Um quadro sobre a mesa esperava um prego para ser pendurado; um retrato, desbotado pelo tempo, estampava o último sorriso de seu pai. Ah! Mestre Heleno! Quantas risadas gargalhamos, quantos vezes emudecemos “tête-a-tête”, olho-a-olho, censurando as atitudes um do outro, mas respeitando as liberdades de cada um.

Foi você quem me disse, um dia, que a palavra valia mais que um carimbo de cartório, lembra? Eu lembro e zelo por isso sempre, quando escrevo, quando falo, quando calo, quando ouço e quando canto “A palavra veste a minha voz, a palavra em si, não me diz nada. Pois palavra por palavra, o silêncio às vezes fala muito mais…”.

Pois é, escrevi esta canção, em um momento singular, quando não havia mais nada a dizer. Já havia dito quase tudo e nada. Uma vez você me disse que quando não soubesse o que falar, calasse. Assim fiz. Calei o peito, emudeci o coração e deixei o silêncio ecoar no oco tépido de um vazio instantâneo, impregnado de lembranças.

Outro dia, o passado acendeu minhas retinas. Fui cordial, fiz um aceno, fechei o vidro e segui a estrada. Estava nublado, relampejou, trovejou, choveu em mim fazendo de meus olhos dois barreiros cheios, vazando pela sangria, jorrando torrentes de paixões, desperdiçando a virilidade de um caboclo sonhador. Virei vazante, fiz um baixio na alma, plantei uma roseira, e batizei a flor mais bela com o nome da saudade.

 

Leia mais artigos e opinião clicando na imagem abaixo

Artigo e Opinião

Sobre o Autor

Jornal de Caruaru

O Jornal de Caruaru constantemente pratica a reprodução de conteúdo com menção da fonte. Algumas imagens e matérias postadas são de fontes diversas (internet). Caso você seja o detentor dos direitos de algum vídeo, imagem, texto ou qualquer outro conteúdo publicado e seja contrário a exibição em nosso site, favor entrar em contato conosco através do e-mail: jornaldecaruaru@gmail.com para que possamos retirar ou incluir os devidos créditos.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios*