Crônica do Dia – “ESTADO DE ROMANCE” – Por Zélia Maria Freire

Por que tudo isso está distante
E me parece presente,
Na visão. No sentimento,
Na saudade?
(…)
(Aquele Tempo – João Wilson)

Zélia Maria Freire

Zélia Maria Freire

Terminei a leitura de “Principalmente o Amor”, um livro de poemas do imortal João Wilson Mendes Melo, escritor e poeta aqui da minha terra a quem muito preso. Leitura encerrada. Com o livro entre as mãos e sobre a influência do que li, me indaguei: que morte você teme? O que me veio de pronto foi de que a morte temida por mim é a do amor , da esperança, da alegria. Tudo me “encanta, entusiasma e arrebata”, (apesar de…) ainda não consegui sair do “estado de romance” de que fala o filósofo inglês Whitchead, citado por João Wilson.

Assim , como diz o poeta, enquanto a cotovia não canta e a luz clara do dia não tira o encanto das coisas, deixo-me levar e enlevar por esse “estado de romance” que me conduz à meditação e ao sentimentalismo, estabelecendo, por que não dizer, uma vida diferente do cotidiano. Isto enquanto não me encontro, não me compreendo, coisa aliás que não tenho muita esperança não. Afirmo tal, lembrando-me de psicóloga Santa Tereza de Ávila, que afirmou da impossibilidade dela mesma se compreender.

Ah, os poetas! Sempre a procura de definir a vida, quando esta não se define: vive-se! E o homem? Para Peguy não passa de um poço de inquietude, mais inquieto que toda a criação. Já Carrel , simplesmente, disse: “o homem esse desconhecido”, haja vista a impossibilidade de penetrar nas entranhas do seu coração.

…Sei não… Sei não Apollinaire, você que pediu piedade para os poetas porque exploram as fronteiras do irreal, vos digo: também faço isso, acho que sou poeta… Poeta das coisas fugidias…

Quer ler mais crônicas da Zélia? Então clique AQUI>>>

Categorias: Zélia Maria Freire

Sobre o Autor

Zélia Maria Freire

ZÉLIA MARIA FREIRE É membro da Academia Feminina de Letras do Rio Grande do Norte, autora do livro “EU TINHA UM PEDAÇO DE MAR" Foi classificada no concurso de poesias John Perry em Dallas USA. Escreve para o Recanto das Letras, mais de 1.300 textos publicados e agora, também, para o Jornal de Caruaru.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz