Artigo – Maldição – Por Agnaldo Fagundes Bezerra.

Até parece maldição. As tradições caruaruenses estão morrendo. Pelo andar de carruagem não vai sobrar uma para contar a história.

Festa do comércio

A  igreja Matriz, beleza pura, desapareceu. No local, por mero capricho, construíram uma outra, sem expressão nenhuma.

A igrejinha do Rosário, tão poética, foi demolida. Apenas para dar cumprimento à lei do bota-abaixo.
O grupo escolar Joaquim Nabuco não teve melhor destino.

O pavilhão do Rosário acompanhou a mesma desdita. Ninguém domina a fúria destruidora dos progressistas.

A feira de Caruaru, cantada em prosa e verso, não é a mesma: mudou completamente. De tradicional mesmo sobrou apenas a primorosa composição, o fiel retrato musical do excelente Onildo Almeida. Ele deixou para a posteridade a grandeza da feira, felizmente.  Misturaram Sulanca e outras coisas, tirando-lhe a originalidade.

A festa do Comércio, conhecida Brasil afora, finou-se.  A centenária festa, traço de união da família caruaruense, era a tradição maior de Caruaru. Ela já peregrinou por vários locais, sem êxito e sem a aprovação dos caruaruenses. Agora criaram um arremedo da festa, lá no cafundó-de-judas.  É certo que não dará resultado positivo. Não se mexe com tradição. Ela, como a natureza, se vinga.

O botequim do Barbosa e o café Rio Branco, ponto referencial da Rua da Matriz, foram apagados da vida da cidade. Eles deixaram um vazio enorme. Até o relógio do Paço Municipal, sentinela permanente do tempo, ninguém sequer imaginava onde o socaram.

Por último e para completar a insensatez dos “crânios”, botaram, abaixo as majestosas palmeiras imperiais que embelezavam o coração de Caruaru.

Os inimigos da tradição consideram tudo velharia e, sem dúvida nenhuma, fora da validade.

Categorias: Artigos & Opinião

Sobre o Autor

Jornal de Caruaru

O Jornal de Caruaru constantemente pratica a reprodução de conteúdo com menção da fonte. Algumas imagens e matérias postadas são de fontes diversas (internet). Caso você seja o detentor dos direitos de algum vídeo, imagem, texto ou qualquer outro conteúdo publicado e seja contrário a exibição em nosso site, favor entrar em contato conosco através do e-mail: jornaldecaruaru@gmail.com para que possamos retirar ou incluir os devidos créditos.

Comentar

Apenas usuários registrados podem comentar.