Zélia Maria Freire

Voltar à Página Principal
Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – E SÓ DUROU UMA NOITE E UM DIA – Por Zélia Maria Freire

“apaixonaram-se” e juraram amor eterno. Sábado passado, elegantemente vestida tomou o rumo da porta de saída ; antes de fechá-la atrás de si, deu uma olhada no apartamento , tudo

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – LIBERE A SUA ÁGUIA, ALCE  VÔO – Por Zélia Maria Freire

(…) “Voltarei a sorrir Não como sorriem as flores dos jardins Mas como fazem os pássaros ao acordar Sabem que qualquer hora é boa para voar” (Marilia L. Paixão –

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – A DOR DE ONTEM JÁ NÃO ME DÓI – Por Zélia Maria Freire

Felizes os homens primitivos que não filosofavam… Penso sobre isto enquanto leio “Múltipla Escolha” de Lya Luft, onde ela nos diz que há muitas maneiras de encarar a nossa existência:

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – INSISTO NA LEITURA – Por Zélia Maria Freire

“Pois não há benefício próprio que não resulte de algum prejuízo alheio…” Internet, sites, blogs, bligs. Jornais, tablóides. Livros, livros. Escândalos. escândalos… E eu aqui afundada numa poltrona, identificando-me com

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – A TÍTULO DE CURIOSIDADE – Por Zélia Maria Freire

Dos hoje considerados gênios da literatura universal, na sua época tiveram suas obras criticadas por seus iguais e nem sempre eram vistos como grandes escritores, e as tais críticas eram

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – CERTEZA NÃO TENHO NEGAR NÃO NEGO DUVIDAR DUVIDO – Por Zélia Maria Freire

Sou tida como agnóstica, a que duvida, mas não nega categoricamente o que não sabe. Por enquanto estou dividida entre o ver para crer da ciência e o crer para

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – COISA DE LOUCO! – Por Zélia Maria Freire

Nem bem saí de um labirinto, caí num redemoinho e estou rodando até agora. Coisa de louco! A culpa eu atribuo aos comentaristas políticos da GNews, que ficam martelando a

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – O DIVÃ E AS MULHERES – Por Zélia Maria Freire

“Eu gosto de catar o mínimo e o escondido. Onde ninguém mete o nariz, aí entra o meu, com a curiosidade estreita e aguda de descobrir o encoberto”. (Machado de

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – AH, OS CHINESES, COMO SÃO SÁBIOS OS CHINESES… – Por Zélia Maria Freire

“Busco uma alma que sinta como eu e corresponda, que veja a transitoriedade de nossa existência” Ah, os chineses, como são sábios os chineses… Conheço um de nome Lin Yutang,

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – VOSSAS EXCELÊNCIAS – Por Zélia Maria Freire

Estava aqui pensando quanto dos atuais congressistas serão reeleitos e permanecerão Vossas Excelências na próxima legislatura. Não é por nada não, só estava lembrando do muito que os nobres parlamentares

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – LUCRÉCIO E A SUA SEMENTE DE VERDADE – Por Zélia Maria Freire

“A alma não passa de um conjunto de átomos que se desintegram com o corpo” Sem nenhuma inspiração, resolvi dá um mergulho no tempo, coisa entre 98/55 a.C. e encontrei por

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – DA ARTE DE SER AMIGO – Por Zélia Maria Freire

Aristóteles acreditava que a amizade é a mais importante realização da vida dos seres humanos. Também acredito que assim seja, e gosto de falar sobre isto. Muito se tem escrito

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – NÃO ERA BEM O CENÁRIO QUE EU QUERIA – Por Zélia Maria Freire

Eis que é chegada a hora de sentar diante desta maquininha infernal e batucando suas teclas tentar coordenar o palanfrório. E, enquanto os dedos não recebem os impulsos emitidos do

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia –  REPENSANDO O JÁ PENSADO – Por Zélia Maria Freire

Ver o Mundo num Grão de Areia E o Firmamento numa Selvagem Flor Segurar o Infinito na palma da mão E a eternidade numa hora que for. (William Blake) Afirma

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – A PALAVRA PRESERVA O CONTATO –  O  SILÊNCIO ISOLA – Por Zélia Maria Freire

Gosto de jogar bolinhas de papel na tela do computador enquanto penso na morte da bezerra, mais parecendo o tolo de Moliere, que não diz nada, apenas amarga o silêncio

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – OS OLHOS QUE O TEMPO TEM – Por Zélia Maria Freire

O tempo não passa O tempo não morre Você passa Você morre O tempo só lhe olha Com os olhos que o tempo tem (Zélia Freire) Afinal, passamos nós ou