Zélia Maria Freire

Voltar à Página Principal
Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – “ CONHECIMENTO: OPINIÃO DE VERDADE JUSTIFICADA” – Por Zélia Maria Freire

“Verdade é dizer do que é que é e do que não é que não é.” Vez por outra entro numas cismadas de torcer rabinho de porco. Hoje inculquei com

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – PARECE QUE FOI ONTEM … – Por Zélia Maria Freire

“Ah, o amor e as suas facetas… Difícil é sair dele, mesmo quando mal resolvido, mal vivido.” Dia desses eu estava conversando com duas amigas na base do saudosismo, do

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – Aqui Jaz a que foi sem nunca ter sido – Por Zélia Maria Freire

A frase é de um desconhecido, li, gostei e repito: “Você nasce sem pedir e morre sem querer! Aproveite o intervalo!” Se você tem pretensões de saber como será lembrado

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – SOBRE BEM E O MAL – Por Zélia Maria Freire

“Encaramos a morte, a pobreza e a dor como nossos piores inimigos.” Os homens atormentam-se com a idéia que têm das coisas e não as coisas em si. Isto é

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – O MUNDO É UM SONHO E O SONHO É O MUNDO? – Por Zélia Maria Freire

Quantos mistérios, quantas indagações… Onde buscar respostas, num espírito ordenador, estruturador? Não sei se dormi e sonhei com a flor azul de Novalis , o certo é que acordei romântica

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – DIÁLOGO PATÉTICO – Por Zélia Maria Freire

“E cá estou, despida de educação, humanidade, calma e tolerância…” Disse-me uma amiga: Existe uma frase atribuída a Cícero, que costumo repetir com freqüência quando alguém me rouba a paciência,

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – TRAGÉDIA OU COMÉDIA? – Por Zélia Maria Freire

“É sabido que a dor de ficção comove mais que a dor real” Por culpa do advento do classicismo renascentista, que tornou conhecido os gêneros tragédia e comédia, hoje não

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – APENAS DUAS MÃOS – Por Zélia Maria Freire

E eu aqui feito o Drummond: “apenas com duas mãos e todo o sentimento do mundo” , me sentindo tão pesada, mais parecendo um “tipo perdido por ai em busca

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – “ESTADO DE ROMANCE” – Por Zélia Maria Freire

Por que tudo isso está distante E me parece presente, Na visão. No sentimento, Na saudade? (…) (Aquele Tempo – João Wilson) Terminei a leitura de “Principalmente o Amor”, um

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – A vida é Curta – Por Zélia Maria Freire

Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraçá-la (Há Momentos/Clarice Lispector) Pois

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – PAZ E CONSCIÊNCIA – Por Zélia Maria Freire

Lá pelos idos de 1991 o papa João Paulo II proferiu uma frase que lembro até hoje: “Se queres a paz, respeita a consciência de cada um”. Hoje, digo cá

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – A PROPÓSITO, GOSTO DA SEGUNDA-FEIRA – Por Zélia Maria Freire

“Melhor é não venerar os códigos / de acasalar e sofrer. É viver tempo de sobra / sem que me sobre miragem.” Estava aqui pensando um tema para escrever esta

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – QUESTIONANDO A VERDADE – Por Zélia Maria Freire

A porta da verdade estava aberta Mas só deixava passar Meia pessoa de cada vez Assim não era possível atingir toda a verdade Porque a meia pessoa que entrava Só

Zélia Maria Freire

Crônica do dia – SAWABONA – SHIKOBA – Por Zélia Maria Freire

“Cada um de nós deseja segurança, amor, paz, felicidade.” Ouvi um cumprimento que me deixou curiosa e procurei me inteirar junto a nossa enciclopédia ambulante – Google – o significado

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – UM DIA VOCÊ ACORDA, UM DIA VOCÊ DORME – Por Zélia Maria Freire

Um dia você acorda, o seu olhar é perdido, em você a necessidade de caminhar sem olhar para trás, para os lados e nem para frente, num vôo cego de

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – A CIDADE DA MINHA INFÂNCIA – Por Zélia Maria Freire

A cidade da minha infância? Não, não lembro… Mas acho que foi a mesma da minha juventude. Não tenho muito o que acrescentar sobre ela. Só sei que era uma

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – EM TEMPOS BICUDOS – Por Zélia Maria Freire

Em tempos bicudos uma boa leitura até que ajuda atravessar a má fase, por esses dias andei lendo o escritor Daniel Goleman, que me levou a refletir sobre o estado

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – SOBRE CRÍTICA – Por Zélia Maria Freire

Você que escreve já teve suas obras criticadas, críticas essas azedas e nada favoráveis? Se, paciência… Dos hoje considerados gênios da literatura universal, na sua época tiveram suas obras criticadas

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – MINHA PORÇÃO DIABINHO (EC) – Por Zélia Maria Freire

Quando Deus criou o mundo ficou entusiasmado com a sua obra e pensou com os seus botões… Alguém tem que desfrutar dessa beleza. E criou o homem e a mulher.

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – EXIBA O SEU SENSO DE HUMOR – Por Zélia Maria Freire

Outro dia fui aconselhada para quando entrar no meu “pensatório” deixar a porta aberta e ouvir de preferência MPB, saindo assim do meu estado de caramujo largando os schuberts, os

Zélia Maria Freire

Crônica do Dia – “SE PUDERES OLHAR, VÊ. SE PODES VER, REPARA”. – Por Zélia Maria Freire

Inicio esta crônica fazendo uma citação do El-Rei filósofo de Portugal Dom Duarte I, contida na contracapa do livro de José Saramago, “Ensaio sobre a Cegueira”, que diz: “ Se