Homem é detido por maus tratos a animais após denuncias à gerente de proteção animal

Na noite da última segunda-feira, 3, o gerente de proteção animal, Fagner Fernandes, recebeu uma ligação relatando a situação de vários cães que sofriam maus tratos em uma casa localizada na rua Compositor Luiz Almeida Macedo, nº 80, Bairro Indianópolis.

GPA animal desnutrido

A denunciante relatou que: “cerca de 20 cachorros se encontravam presos e morrendo de fome, só o couro e o osso, dentro das fezes e muito lixo”. Hoje pela manhã, 4, o gerente se dirigiu ao local informado para tomar as medidas cabíveis. Chegando à localidade, onde já se encontrava a polícia, a equipe de fiscais do órgão constatou o que havia sido relatado.

Os cães não eram alimentados, mas não por falta de alimento, pois no local havia muitos sacos de ração, que eram doados por ONGs e pessoas comprometidas com a causa animal; os animais também passavam sede e estavam em local bastante sujo. Ao todo, são 11 cães, todos bastante subnutridos e, aparentemente, não tem nenhum tipo de patologia grave.

Atualmente, a Gerência de Proteção Animal se encontra acolhendo a um número de animais acima da capacidade que o espaço comporta, então, para preservar a segurança dos animais que se encontra aos cuidados do órgão, no momento não será possível acolher aos animais envolvidos no caso do bairro do Indianópolis. Sendo assim, pedimos a ajuda de todos os envolvidos com a causa animal, para aqueles que possam abrigar temporariamente esses animais. A gerência se comprometerá com a castração, vacinação e vermifugação dos mesmos, assim como com o acompanhamento médico veterinário.

O responsável pelos cães foi encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia. De acordo com a Lei Federal 9.605, maus tratos a animais é crime, com pena prevista de três meses a um ano de detenção e multa.

Categorias: Local

Sobre o Autor

Jornal de Caruaru

O Jornal de Caruaru constantemente pratica a reprodução de conteúdo com menção da fonte. Algumas imagens e matérias postadas são de fontes diversas (internet). Caso você seja o detentor dos direitos de algum vídeo, imagem, texto ou qualquer outro conteúdo publicado e seja contrário a exibição em nosso site, favor entrar em contato conosco através do e-mail: [email protected] para que possamos retirar ou incluir os devidos créditos.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios*