Contos do Carlos Pinheiro

Voltar à Página Principal
Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Até quando? – Por Carlos Pinheiro

“A polícia prende, a justiça solta e o bandido zomba da cara do policial que o prendeu.” O governador ladrão, Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro, conseguiu destruir o estado

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Um Pé de Forró – Por Carlos Pinheiro

“Bandinhas de pífanos, triângulo, zabumba e sanfona se revezariam exibindo novos talentos” Pelo apoio que a prefeita Raquel Lyra deu à Semana Pré-Carnavalesca, com a instalação de oito polos com

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Rufem nos tambores… – Por Carlos Pinheiro

…assoprem nos clarins, vistam fantasias, pintem-se para a batalha de alegria, beijos, abraços e muito frevo. O Carnaval chega neste sábado, dia 03 de fevereiro, no Amaro’s Bar com concentração

Contos do Carlos Pinheiro

Levo-te ao céu na canoa! – Por Carlos Pinheiro

O namoro estudantil era um tanto proibido pela diferença de classes sociais dos apaixonados, embora nem todo amor proibido acabe em tragédia, com assassinatos e suicídios como Romeu e Julieta

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Não matem o Macho – Por Carlos Pinheiro

“Que vivamos todos com nossas esquisitices, com as preferências sexuais, mas não matem o macho” Era só o que faltava. Agora, o galanteio de um homem a uma mulher virou

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Bogoncongó – Por Carlos Pinheiro

O final de ano caiu num domingo com feriado na segunda-feira, provocando êxodo na população de Caruaru às praias na quinta-feira. No Terminal de Passageiros, pessoas se cotovelavam parecendo fugitivos

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Teatro de Saudades – Por Carlos Pinheiro

Walmiré Dimeron, juntamente com Robson Vila Nova e Djalma Cintra Júnior, faz poesia concreta no Teatro de Saudades do Polo Comercial, ao trazer para o presente a majestosa Festa do

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Queijo na cueca – Por Carlos Pinheiro

Minha Cela, Minha Vida. Quando li que o deputado Jacob foi para a solitária prisional por castigo pela tentativa de entrar no recolhimento noturno no presídio onde cumpre pena por

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – O dia em que voltei a fazer a feira – Por Carlos Pinheiro

Quem faz minha feira semanal é meu filho Bruno, junto com a dele e, em casa, fazemos a separação dos mangaios. Porém, como ele foi à praia, fui fazê-la na

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – “Pela independência dos homens! Viva o homem objeto!” – Por Carlos Pinheiro

Ouvi revolucionária gasguita exigindo mais direitos às mulheres, no que concordamos. Dizia a chefe do grupo feminista “Nós por Elas”, que as mulheres precisam ganhar salários iguais aos homens, no

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Fechem o Cabaré! – Por Carlos Pinheiro

Fechem o Cabaré! O Cabaré em reminiscência é o Night Club Caruaru, o Naite, que funcionava no final da Rua Felipe Camarão. Era um prédio moderno, imponente pela magnificência, com

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Frio da gota! – Por Carlos Pinheiro

“- Alô! Cheguei! – Embora meses tivessem engolido dias de agonia e noites insones, intermináveis na saudade.” Empacotado para sepultamento, assim se definia pela quantidade de roupas usadas na convivência

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Cavalgada de Santana – Por Carlos Pinheiro

Quem ainda não foi deve agendar presença no próximo ano. A Cavalgada de Santana chegou à Fazenda Mandacaru, quando a Lua Cheia, aureolada por névoa fininha, lançou raios prateados à

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Engula o choro! – Por Carlos Pinheiro

“Maiiiinha, eu te amo! Me perdoe. Num faço mais não, juro”! Hoje, temos mais filósofos do comportamento humano no Brasil que políticos ladrões em Brasília. Não. Também, não é assim,

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – São João sem Carneirinho – Por Carlos Pinheiro

Eita! São João! Dilacera este coração e o joga às brasas na fogueira da saudade!   O São João de Caruaru era autêntico quando das palhoças familiares pelas ruas e

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – A fogueira – Por Carlos Pinheiro

Quando criança, ouvia vó Mocinha afirmar: “A família é a célula Mater da sociedade”; já o tio Júlio pedia pra ela fazer chá Mate. E, daí, vinha dúvida: “Que danado

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Santo Antônio, bote pra lascar! – Por Carlos Pinheiro

Vingava-se dos amigos com namoradas, e ele sozinho no dia de Santo Antônio, dizendo que no Carnaval os solteiros são livres e felizes por três dias. E ria da vida

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – O dia em que Lenivaldo Aragão viajou no Monstro de Ferro – Por Carlos Pinheiro

“Valei-me, Santo Expedito. Se meu filho entrar naquele antro de pecado, o perderei para sempre” Quando dona Carol comunicou ao filho Lenivaldo Aragão que viajariam de Santa Cruz do Capibaribe

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Carregador de fretes – Por Carlos Pinheiro

No tempo em que Caruaru tinha o comércio localizado exclusivamente na Feira Grande, era comum a mistura das classes sociais sem preconceito, mas com exibição de riqueza medida pelo tamanho

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – “Céu Bar para o Monte do Bom Jesus – Por Carlos Pinheiro

“O Monte voltaria a ter bela iluminação, limpeza, conservação por conta do concessionário” Vejam vocês a força desta Coluninha Indiscreta. De tanto pedir socorro para o Monte do Bom Jesus,

Contos do Carlos Pinheiro

Coluna do Dia – Foi só um belo sonho – Por Carlos Pinheiro

“Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só, Mas sonho que se sonha junto é realidade. Raul Seixas” A neta acabara de chegar do exterior e pediu